2186312802.8dd5717.ad2885031af548349667071fa93181dd

Comprovação de renda para financiamento de imóveis: como fazer?

Uma situação que gera muitas dúvidas é como fazer a comprovação de renda para financiamento de imóveis. Qualquer construtora ou banco costumam exigir muitos documentos que consigam provar a sua capacidade de adquirir aquela dívida. A lista de exigências vai desde documentos pessoais até comprovantes financeiros, como contracheques e declarações de imposto de renda.
Nesse post vamos falar sobre os documentos necessários para te ajudar a organizar a papelada na hora de solicitar um financiamento.
 

Por onde começar?

A primeira coisa a fazer é separar todos os documentos pessoais. Os mais comuns são identidade, comprovante de endereço e carteira de trabalho (para assalariados). Se você tem um conjunge, separe também a certidão de casamento ou de união estável e todos os documentos pessoais também do seu parceiro.
 

Comprovação de Renda

A comprovação de renda para financiamento de imóveis varia de acordo com sua situação profissional. Os documentos podem ser diferentes para assalariados, aposentados, pensionistas, profissionais liberais ou autônomos.
Assalariados: Quem tem renda fixa e carteira assinada deve apresentar a carteira de trabalho, os últimos três contracheques e a última declaração do imposto de renda. Se a renda é variável, podem ser solicitados os últimos seis contracheques.
Aposentados e pensionistas: Precisam apresentar os três últimos comprovantes de pagamento do benefício, última declaração do imposto de renda e uma declaração do órgão previdenciário.
Autônomos e profissionais liberais: Essa comprovação é mais complicada e pode ser realizada de várias maneiras. A principal é o contrato de trabalho, quando ele existe, onde se encontram os valores pagos regularmente. Podem ser solicitados também a última declaração do imposto de renda, extratos bancários e o DECORE. Este último é uma das principais formas de comprovação de renda para esse grupo. Ele deve ser solicitado ao contador da empresa aberta pelo profissional, que calcula a renda do período através de documentos como notas fiscais, recibos e extratos.
Trabalhadores Rurais: Esse tipo de profissional precisa reunir a declaração de imposto de renda, uma declaração do sindicato ou cooperativa a qual ele seja associado e o DECORE.

Financiamento sem burocracia
Lotes em condomínio fechado em até 60 vezes sem juros.

 

Preciso apresentar documentos para comprovar a renda do meu cônjuge?

Depende. A renda do cônjuge pode ser aceita como incremento de renda na hora da aprovação do financiamento. A regra geral é que o valor da parcela do financiamento não pode ultrapassar 30% da renda declarada. A renda conjunta do casal pode ser utilizada na hora desse cálculo.
Além disso, se você já possui outros financiamentos que consumam sua renda, isso será certamente levado em consideração. Pode ser que sejam descontados os valores já comprometidos da sua renda total, fazendo com que sua renda considerada seja menor do que a sua renda “real”.

Outros documentos

Algumas financeiras, bancos ou construtoras, podem exigir ainda outros comprovantes como certificados de nada consta em cartórios e nos órgãos de justiça, para garantir que não existem outras dívidas e disputas financeiras em litígio.
É importante lembrar que caso é um caso e esses documentos podem variar. Especialmente quando você financia diretamente com a construtora ou com a incorporadora, em prazos menores, a comprovação de renda pode ser mais fácil. Mas essas informações podem te ajudar a já entender, de antemão, se você possui as condições necessárias para a comprovação de renda para financiamento de imóveis.

Gostou dessas informações? Compartilhe com seus amigos que estão em busca de um imóvel!

__