2186312802.8dd5717.ad2885031af548349667071fa93181dd

Construindo minha casa: saiba 5 dicas para se planejar

A incrível decisão de ter uma casa para descansar com a família já foi tomada e agora o desafio é construí-la. No entanto, tudo que você consegue pensar é:“Estou construindo minha casa e não sei por onde começar”. E aí, o que fazer quanto a isso?

Lembre-se de que, quando vamos construir, é comum buscarmos referências em revistas e sites de arquitetura. É preciso ter cuidado para discernir o que fica lindo no papel e o que vai de fato funcionar para você e sua família.

Mas fique tranquilo! Separamos dicas valiosas que vão te ajudar a planejar a construção para que nada dê errado. Confira:

1. Avalie as necessidades da família

A escolha do terreno onde a casa será construída deve atender às suas necessidades e as de sua família. Se você busca segurança e tranquilidade, não poderá escolher um lote em uma avenida movimentada ou perto de estabelecimentos comerciais que funcionam até tarde. Nesse caso, o ideal é que opte por uma região tranquila ou algum condomínio.

Observe também o espaço do terreno: se ele atenderá ao que planeja, se tem espaço suficiente para uma garagem grande ou uma piscina com área para churrasco, entre outros desejos de lazer e descanso que você e sua família querem.

Lembre-se de que, além de proporcionar momentos especiais em família, a construção da casa é também um aumento do seu patrimônio.

2. Considere as dimensões necessárias

O lote já está definido e agora você precisa começar a pensar em como será a casa por dentro e por fora. Nessa etapa, é muito importante que considere a contratação de um profissional que escute o que a família quer no espaço e transforme todas as ideias em um projeto real e viável.

Um bom arquiteto ou engenheiro saberá o que dá certo ou não e também acompanhará a obra durante sua execução para que nada saia fora do que foi estabelecido. A atuação desse profissional não deve se restringir apenas à elaboração da planta baixa, mas também de todo o projeto elétrico, hidráulico e, se possível, de decoração (atenção: não ignore essa contratação para não ter que refazer partes da construção depois).

Antes de começar a construção, reúna-se com sua família para ouvir as necessidades de cada um — definindo, assim, quantos quartos e banheiros serão necessários, as dimensões dos cômodos e até mesmo a quantidade de tomadas e interruptores pela casa. Afinal, o que você busca é passar mais tempo com eles e, para isso, todos precisam sentir que ali também é seu lugar de diversão e descanso.

3. Faça um cronograma e tenha sempre o orçamento em mãos

Prazos e orçamentos são fundamentais para que sua obra não seja uma dor de cabeça. A construção da sua casa precisa de um tempo definido para começar e terminar, tendo previstos os possíveis contratempos durante o processo.

O ideal é que seja estabelecido um prazo e um valor de orçamento para que não gaste mais do que planejou. Dessa forma, será possível, durante as etapas da construção, acompanhar no cronograma se está tudo dentro do esperado.

No papel, todos os itens devem estar especificados: de tijolos e cimento até a quantidade de pisos, azulejos, tinta e luminárias. Com tudo definido em uma planilha, você terá com facilidade os preços de cada item e conseguirá economizar de forma eficiente e inteligente.

4. Escolha bons materiais

O profissional que estiver ao seu lado te ajudará muito no processo de escolha dos materiais que serão usados tanto na construção quanto na decoração. Busque sempre o equilíbrio entre qualidade e preço para que essa etapa não seja prejudicada.

Economizar neste momento pode não ser a melhor saída. Portanto, se você estiver com o orçamento apertado, avalie com cuidado os itens que precisam ter boa qualidade e aqueles que permitem certa economia.

Os materiais certos proporcionam uma boa durabilidade. Pesquise bastante para conseguir os melhores preços e economizar de forma inteligente. Além disso, não se esqueça de acompanhar de perto os materiais usados na parte hidráulica e elétrica, além de como estão sendo feitos os serviços de instalação. Um cuidado maior nesta fase significa maior qualidade de vida no futuro quando for usufruir do imóvel pronto!

5. Planeje a decoração

A parte da construção ficou pronta e agora a casa vai começar a ter vida com cores, plantas, móveis e objetos de decoração. Pesquise bastante antes de partir para as compras e busque referências com estilos que gosta para todos os ambientes.

Essa pesquisa é fundamental para que um estilo seja definido e você não se perca nas lojas. Não há problema em levar um ou outro objeto que não estava nos planos, mas o problema é se isso acontecer na maioria das escolhas — nesse caso, corre o risco da sua casa ficar sem identidade, com uma mistura de estilos onde os objetos não “conversam” entre si. Em suma, vai virar uma bagunça!

Portanto, cuidado! Uma decoração não planejada pode se tornar cansativa no dia a dia e nem um pouco funcional. Por esse motivo, é essencial ter um profissional para te orientar nesta etapa. Ele pode ser o mesmo que te acompanhou no processo da construção — desse modo, ele já saberá o que você e sua família buscam e gostam.

A decoração não é só para deixar a casa bonita: é peça fundamental para que sua casa realmente atenda às necessidades de moradores e visitantes frequentes. Cores influenciam diretamente no clima da casa, móveis no conforto da família e objetos na praticidade do dia a dia. Por isso, a dica é: pesquise muito antes de ir às compras e foque primeiro nas necessidades básicas em vez de ir direto à cereja do bolo!

Agora, quando pensar “estou construindo minha casa…”, o pensamento seguinte será “já sei por onde começar!”. Gostou das dicas que separamos para te ajudar a começar esta nova etapa da sua vida e de sua família? Se quiser saber mais sobre este processo de construção, confira algumas dicas para contratar mão de obra para a construção civil.